FERNANDO BEZERRA COELHO NÃO É MAIS DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO

  • Publicado em Quarta, 06 Setembro 2017 09:07
  • Escrito por Saloá Notícias
Tamanho do texto:

21231632_629120667477662_5949955722475475035_nComo já se esperava, o senador Fernando Bezerra Coelho solicitou nesta terça-feira (5) sua desfiliação do Partido Socialista Brasileiro (PSB) no qual militou durante 12 anos. A carta foi entregue ao presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, a quem o senador agradeceu “pelo apoio recebido em mais de 12 anos de convivência”, salientando a importância deste período “para a minha trajetória política e pessoal”. Lembrou também que enfrentou grandes desafios nos quadros do PSB, “com afinco, dedicação e fidelidade aos ideais programáticos do partido”.

Para logo em seguida concluir: “Nesta hora, deixo consignado que o afeto permanece, assim como o compromisso de luta, incansavelmente, pelo desenvolvimento do Estado de Pernambuco e do Brasil”. Fernando Bezerra resolveu trocar o PSB pelo PMDB inconformado pelo fato de Carlos Siqueira ter aberto um processo ético-disciplinar contra seu filho, o ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra Coelho Filho, que é deputado federal pelo PSB, por ter votado a favor da reforma trabalhista na Câmara Federal.

Após a entrega do pedido de desfiliação, Bezerra Coelho convidou os cinco senadores do PSB ao seu gabinete para dar-lhes ciência de sua decisão. Foram eles Lúcia Vânia (GO), Lídice da Mata (BA), João Capiberibe (AP), Roberto Rocha (MA) e Antonio Carlos Valadares (SE). A filiação de Fernando Bezerra Coelho ao PMDB está marcada para as 11h desta quarta-feira (6), na presidência nacional do partido, em Brasília, sem a presença do presidente do partido em Pernambuco, Raul Henry, que se encontra em viagem oficial à Ásia.

Não se sabe ainda se o deputado Jarbas Vasconcelos, principal líder do partido em Pernambuco, estará presente ao evento. Ele tinha encontro marcado nesta terça-feira (5), em Brasília, com o senador e presidente nacional do partido, Romero Jucá (RR), mas a reunião foi cancelada porque o político pernambucano teve uma crise de sinusite e não pôde viajar de avião. Fonte: Blog do Inaldo Sampaio